TOMER HEYMANN 

ISRAEL

Tomer Heymann was born in Kfar Yedidia in Israel in 1970 and has directed many documentary films and series in the past ten years, most of them long-term follow-ups and personal documentations. Tomer also directed documentaries about local culture heroes. Tomer’s films “Aviv – Fucked Up Generation”, “It Kinda Scares Me”, “Paper Dolls” and “I Shot My Love” were theatrically released in cinemas in Israel and around the world, making Tomer one of the Documentary Film industry’s leading directors.

THE QUEEN HAS NO CROWN (2011)

27 Thu. | Session 2
Passos Manuel

“The Queen Has No Crown” is a poignant meditation on family, loss, and the mental maps of homelessness. The film navigates the intimate lives of 5 brothers and their mother, over the course of a decade, through the pains of exile and the joys of family bonding.
Exploring the politics of belonging, displacement, and homosexuality, the film examines the hard decisions one Israeli family has to make and the intractable bonds that unite them in the face of complicated life choices.

I SHOT MY LOVE (2010)

29 Sat. | Session 7
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Seventy years after his grandfather escapes from Nazi Germany to Palestine, Israeli documentary director Tomer Heymann returns to the country of his ancestors, and there meets a man who will change his life. I SHOT MY LOVE tells a personal but universal love story and follows the triangular relationship between Tomer, his German boyfriend, and his intensely Israeli mother.

NAMIR ABDEL MESSEEH

EGIPT, FRANCE

Born in 1974, Namir Abdel Messeeh lived his early childhood in Upper Egypt. He is currently based in France where he obtained a masters’ degree in cinema at the University of Paris VII and studied directing at La Femis. He directed two short fiction films before exploring more personal questions through his short documentary “You, Waguih”.

YOU, WAGUIH (2005)

28 Fri. | Session 5
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Egypt, 1959 thousands of communists were arrested and sent to prisoners’ camp. Among those prisoners there was Waguih, my father. Waguih was released in 1964. He was 29 years old, the age I am now.

THE VIRGIN, THE COPTS AND ME (2011)

28 Fri. | Session 5
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Namir is a French filmmaker of Egyptian origin. One day he watches a videotape of the Virgin Mary’s apparition in Egypt with his mother who, like millions of other Copts (Egypt’s Christians), sees the Virgin on the screen while he sees nothing. Skeptical about the videotape, Namir travels back to Egypt, to make a film about the bizarre occurrence of these apparitions.

CLAUDIE LÉVESQUE

CANADA

Claudie Lévesque obtained her B.A. in Film Production from Concordia University in 1991. For more than ten years, she has worked in film and video as an artist and cultural worker at artist run centers. Since 2003, she participates in the Montreal Super 8 Festi- val as well as other collective creations where she directs several shorts. MA FAMILLE EN 17 BOBINES / MY FAMILY IN 17 TAKES (2011) is her first experimental documentary.

MA FAMILLE EN 17 BOBINES (2011)

28 Fri. | Session 3
Auditório Grupo Musical de Miragaia

The youngest of 17 children, the filmmaker presents us with an intimate family portrait in 17 rolls of Super 8. Through original films and carefully constructed archives, the members of one family recount the events surrounding the death of the oldest brother and share their beliefs on life after death, into which is woven a parallel experience just as haunting to the director.

SAGUENAIL

FRANCE, PORTUGAL

REGINA GUIMARÃES

PORTUGAL 

Regina Guimarães aka CORBE (Porto, 1957) and Saguenail aka SERGE ABRAMOVICI (Paris, 1955) live and work together since 1975. HÈLASTRE is the sign under which they develop mutual work. Besides their university teaching activities and together with their individual research and creations they have been creating work in partnership, as much as in writing (specially for theatre), as in cinema (specially documentary) and as in critic (specially cinematographic).

NUS DANS LA CAGE D’ESCALIER (2010)

28 Fri. | Session 3
Auditório Grupo Musical de Miragaia

After a long dive in the history of the nude in painting, two old lovers embark on a film of four hands, in which they switch images of themselves between them. The painting agitated by the Cubist deconstruction starts a dialogue with the bodies, the flesh and the light, in the serene voyeuristic way of Bonnard.

PAULA ALBUQUERQUE

UNITED KINGDOM, NETHERLANDS

Paula Albuquerque, PhD Candidate in Artistic Research at ASCA, University of Amster- dam. Born in the UK, lives and works in the Netherlands. She has studied Audiovisual Art at the Gerrit Rietveld Academy and completed her Master of Fine Arts Degree at the Sandberg Institute. Albuquerque’s experimental film-based artwork has been presented worldwide within the context of group exhibitions in galleries, live-editing performances in digital arts festivals and film festivals.

ERRATA (2001)

28 Fri. | Session 3
Auditório Grupo Musical de Miragaia

A re-edit of the super 8 films that my grandfather shot in Mozambique in the 60s. My voice-over comments on how life was back there when Mozambique and Portugal could, at times, seem so similar... as if one emulated the other.

SOKOL KERAJ

ALBANIA

Sokol Keraj was born in Lac, Albânia in 1976. He graduated Film Direction from the Na- tional University of Theatre and Film “I.L. Caragiale”, Bucharest, Romania. The he pur- sued a Master in Film and Advertising Aesthetics at the same university. Since 2009 he is a doctoral student in Media Studies at the University of Bayreuth in Germany. From 2004 to 2009 he taught at several universities in Bogota, Columbia.

LAST DAY OF LORO SHESTANI (2011)

28 Fri. | Session 3
Auditório Grupo Musical de Miragaia

The Albanian transition has compelled Loro Shestani to give up: his wife is dead, his daughter, a refugee in Italy, has forgotten her roots and the sea does not offer fish any more. Loro has passed his middle-age and understands that his life is in vain, he cannot cope with this new world. The pigeons are the only companions of his solitude.

TIAGO AFONSO / MAIO AFONSO

PORTUGAL

Tiago and Maio, father and son, have been living together for six years. In that period Tiago directed, among others, Música de Câmara, Cerejas ao Borralho, Saturado, Lefteria=Liberdade, Bolhão 2008. Maio is by chance the most demanding spectator of Tiago’s films, and maybe because of that Tiago has challenged him to his first experience of co-directing.

SANTOS DA CASA ( FILME DOS CARACÓIS E BICHOS ) (2011)

28 Fri. | Session 4
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Now you film, then I film. You are five years-old, I am six times older than that. We film stuff from the house, and the houses of the world too. Stuff that moves and stuff that doesn’t. The animals moving things around, the toys listen, the spirits whisper. So do people. And we even recover images of what happened a long time ago. So all the images seem they’ve come from dreams. Even from the dream when being looked at...

JOSÉ MIGUEL MOREIRA

PORTUGAL

Born in 1964. Screenwriter and cinema director. He has a degree in Cinema and Video, by ESAP and a degree in Cinema by the National Conservatory of Lisbon. He is a certificate lecturer in the area of audivisuals and multimedia. he teaches audiovisual techniques for 16 years and also teaches image, sound and multimedia.

A PARIDEIRA (2010)

28 Fri. | Session 4
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Somewhere in the top of a mountain range, there is a credulous cave: it is the “PARIDEIRA”. It tells the legend that if an infertile woman goes inside, she leaves pregnant from the cave. But so that it happens, it is necessary that in that night an adult dies there.

MARCO GIANFREDA

ITALY

Graduated in Theoretic Philosphy he attends School of Creative Writing and Screen- play. With his short films “Tana libera tutti” (subject and screenplay), “Io parlo!” e “Pizzangrillo” (wrote and directed) he was granted the official selections of about 250 in- ternational film festivals obtaining more than 110 awards and a nomination at David of Donatello. Now he is working on the script of his first feature film.

PIZZANGRILLO (2011)

28 Fri. | Session 4
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Tired of life Ettore 65 years old, every day tries to find the courage to drive himself and his three-wheeler down a country ditch. When Luca, his 10 years old grandson, finds out about his grandfather’s intentions he decides to furtively follow him.

RASMUS FORMAN

DENMARK, PORTUGAL

Rasmus Forman was born in Denmark in 1973. Rasmus grew up in the countryside where he took part at the local radio. At University he studied Philosophy, but later changed to Multimedia & Teaching. As a professional he has worked as Professor teaching Visualization and Citizenship Education, and now in the extent of E-learning as a consultant and designer. At the moment Rasmus is based in Portugal and Denmark, where is taking the Expressive Arts course.

SOMMERHUS (2009)

28 Fri. | Session 4
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Denmark 2009. In the summer my family usually rents a house by the sea where we spend a week together. This film searches the rhythm of various moments and atmos- pheres: the sociable and the solitary, children and adults, harmony and conflict, energy and exhaustion, sun and rain.

PEDRO SENA NUNES

PORTUGAL

Pedro Sena Nunes was born in Lisbon in 1968. In 1992 he completed the degree in Cinema at Escola Superior de Cinema in Lisbon and studied in different school around Europe. Traveler and father of three, director, producer, photographer, professor, artistic consultant, at the moment he works as co-artistic director and producer at Vo’Arte, where he created performances and programmes several multidisciplinary festivals. He collaborated with CiM in creating new possibilities to integrate people with special needs.

FRAGMENTS BETWEEN TIME AND ANGELS (1997)

28 Fri. | Session 4
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Water surround us. Time is a delimited section of existence. Angel is a messenger in time. Fragments is a small portion of anything. Water surround us.

GASTÓN SOLNICKI

ARGENTINA

Born in Buenos Aires in 1978. He studied cooking and then changed his path to continue his studies in New York at the International Center of Photography and the Tisch School of the Arts, where he received his BFA in Film. Suden (2008), his debut feature is followed by Papirosen (2011).

PAPIROSEN (2011)

29 Sat. | Session 6
Auditório Grupo Musical de Miragaia

Fashioning nearly 200 hours of footage shot over a decade into a family portrait at once epic and intimate. Digging into the family archives and incorporating the musings of his grandmother, Pola, a Holocaust survivor, Solnicki crafts a deeply affecting meditation on the meaning of family and the weight of history.

Tomer Heymmann nasceu em Kfar Yedidia, Israel em 1970. Nos últimos dez anos tem realizado vários filmes e séries documentárias, a maioria revisões a longo prazo de documentações pessoais.
Tomer também realizou documentários sobre heróis da cultura local. Os filmes de Tomer “Aviv Fucked Up Generation”, “It Kinda Scares Me”, “Paper Dolls” e “I Shot My Love” foram lançados nos cinemas de Israel, assim como em outros países, fazendo de Tomer um dos principais realizadores de cinema documental da actualidade.
 

THE QUEEN HAS NO CROWN (2011)

27 Qui. | Sessão 2
Passos Manuel

“The Queen Has No Crown” é uma comovente meditação sobre a família, a perda e os mapas mentais da situação de sem lar. O filme navega a vida íntima de cinco irmão e da sua mãe, durante uma década, pelas dores do exílio e as alegrias da união familiar. Explorando as políticas de pertença, deslocamento e homossexualidade, o filme examina as difíceis decisões uma família israelita tem de tomar e os laços complexos que os unem à luz de complicadas escolhas de vida.

I SHOT MY LOVE (2010)

29 Sáb. | Sessão 7

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Setenta anos depois do seu avô escapar da Alemanha Nazi para a Palestina, o realizador de documentários israelita Tomer Heymann regressa ao país dos seus antepassados, e aí conhece o homem que mudará a sua vida. I SHOT MY LOVE narra a história de amor pessoal, mas universal e acompanha a relação triangular entre Tomer, o seu namorado alemão e a sua mãe intensamente israelita.

NAMIR ABDEL MESSEEH

Egipto, França

Nascido em 1974, Namir Abdel Messeeh viveu a sua primeira infância no Norte do Egi- pto. Actualmente vive e trabalha em França, onde obteve o mestrado em Cinema pela Universidade de Paris VII e estudou realização na La Femis. Realizou duas curtas de ficção antes de explorar questões mais pessoais como no pequeno documentário “You, Waguih”.

YOU, WAGUIH (2005)

28 Sex. | Sessão 5

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Em 1959 no Egipto milhares de comunistas foram presos e enviados para campos de prisioneiros. Entre estes prisioneiros havia Waguih, meu pai. Waguih foi libertado em 1964. Tinha 29 anos, a idade que tenho agora.

THE VIRGIN, THE COPTS AND ME (2011)

28 Sex. | Sessão 5

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Namir é cineasta francês de origem egípcia. Um dia ele vê uma cassete da aparição da virgem Maria no Egipto com a sua mãe, que como muitos milhões de outro Coptas (Cris- tãos do Egipto), vê a Virgem no ecrã enquanto que Namir não vê nada. Céptico sobre a cassete, Namir regressa ao Egipto para realizar um filme sobre a bi- zarra ocorrência destas aparições.

CLAUDIE LÉVESQUE

Canadá

Claudie Lévesque tem um bacharelato em Produção Cinematográfica da Universidade de Concórdia concluído em 1991. Há mais de 10 anos trabalha como artista de vídeo e cineasta, assim como, agente cultural em centros geridos por artistas. Desde 2003, participa no Montreal Super 8 Festival assim como em outras criações colectivas, onde realizou várias curtas. MA FAMILLE EN 17 BOBINES / MY FAMILY IN 17 TAKES (2011) é o seu primeiro documentário.

MA FAMILLE EN 17 BOBINES (2011)

28 Sex. | Sessão 3

Auditório Grupo Musical de Miragaia

A mais nova de 17 crianças, a cineasta apresenta-nos um retrato familiar íntimo em 17 rolos de Super 8. Através de fitas originais e arquivos cuidadosamente construídos, os membros de uma família relatam os eventos à volta da morte do irmão mais velho e partilham as suas crenças na vida depois da morte, nas quais é tecida uma experiência paralela tão assombrada para a realizadora.

SAGUENAIL

França, Portugal

REGINA GUIMARÃES

Portugal 

REGINA GUIMARÃES aka CORBE (Porto, 1957) e SAGUENAIL aka SERGE ABRAMOVICI (Paris, 1955) vivem e trabalham juntos desde 1975. HÉLASTRE é o signo da sua obra comum. Além das suas actividades docentes, e a par das suas pesquisas e criações de carácter individual, têm construído uma obra em parceria, tanto na área da escrita (sobretudo teatral) como na área do cinema (sobretudo documental) e da crítica (sobretudo cinematográfica).

NUS DANS LA CAGE D’ESCALIER (2010)

28 Sex. | Sessão 3

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Após um longo mergulho na história do nu na pintura, dois velhos amantes empreendem um filme a quatro mãos no qual trocam entre si imagens um do outro. A pintura abalada pela desconstrução cubista dialoga com corpos de carne e luz, à maneira serenamente voyeurista de Bonnard.

PAULA ALBUQUERQUE

Reino Unido, Holanda

Paula Albuquerque, Doutoranda em Investigação Artística na ASCA, Universidade de Amesterdão. Nascida no Reino Unido, vive e trabalha em Amesterdão. Completou o Bacharelato em Arte Audiovisual da Gerrit Rietveld Academy e o Mestrado em Belas Artes do Sandberg Institute, ambos em Amesterdão. Os filmes experimentais e insta- lações de Albuquerque têm sido apresentados por todo o mundo no contexto de ex- posições colectivas em galerias, live-editing performances em festivais de artes digitais e festivais de cinema internacionais.

ERRATA (2001)

28 Sex. | Sessão 3

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Uma re-montagem dos filmes em super 8 feitos pelo meu avô nos anos 60 em Moçambique. A minha voz-off comenta sobre como a vida era nessa altura em que Moçambique e Portugal podiam, por vezes, parecer tão semelhantes... como se um emulasse o outro.

SOKOL KERAJ

Albânia

Sokol Keraj nasceu em Lac, Albânia em 1976. Formou-se em Realização na National University of Theatre and Film “I.L. Caragiale”, Bucareste, Roménia, onde também realiza um Mestrado em Filme e Estéticas de Publicidade. Desde 2009 é aluno de doutoramento na Universidade de Bayreuth, na Alemanha em Estudos de Média. Entre 2004 e 2009 leccionou em diferente universidades em Bogotá, Colômbia.

LAST DAY OF LORO SHESTANI (2011)

28 Sex. | Sessão 3

Auditório Grupo Musical de Miragaia

A transição da Albânia forçou Loro Shestani a desistir: a sua esposa está morta, a sua filha, uma refugiada em Itália, esqueceu as suas raízes e o mar não dá mais peixe. Loro passou a meia-idade e percebe que a sua vida é em vão, ele não consegue aguentar com este novo mundo. Os pombos são os únicos companheiros na sua solidão.

TIAGO AFONSO / MAIO AFONSO

Portugal

Tiago e Maio Afonso, pai e filho, vivem juntos há seis anos. Nesse período, Tiago realizou, entre outros, Música de Câmara, Cerejas ao Borralho, Saturado, Lefteria=Liberdade, Bolhão 2008. O Maio é porventura o espectador mais exigente dos filmes do Tiago, e talvez por isso o Tiago o tenha desafiado a esta primeira experiência de realização a dois.

SANTOS DA CASA ( FILME DOS CARACÓIS E BICHOS ) (2011)

28 Sex. | Sessão 4

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Ora agora filmas tu, ora agora filmo eu. Tu tens cinco anos, eu tenho mais de 6 vezes mais. Filmamos as coisas da casa e as da casa do mundo também. As coisas que mexem e as que não. Os bichos a bulir, os brinquedos a escutar, os espíritos a bichanar. As pes- soas também. E até vamos buscar imagens do que já foi há muito tempo. Então todas as imagens nos parecem vir dos sonhos. E até do sonho de serem olhadas...

JOSÉ MIGUEL MOREIRA

Portugal

Nasceu em 20 de Novembro de 1964. Argumentista e realizador. Curso Superior de Cinema e Vídeo na ESAP. Curso Superior de Cinema na Conservatória Nacional de Lisboa. É formador certificado na área dos audiovisuais e multimédia. Professor de técnicas audiovisuais no en- sino profissional desde há 16 anos e Professor de imagem, som e multimédia.

A PARIDEIRA (2010)

28 Sex. | Sessão 4

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Algures no topo de uma serra, existe uma gruta milagreira: é a PARIDEIRA. Conta a lenda que se uma mulher infértil lá entrar, já sai grávida da gruta. Mas para que isso aconteça é preciso que nessa noite morra lá dentro um adulto.

MARCO GIANFREDA

Itália

Formou-se em Filosofia Teórica e frequenta a Escola de Escrita Criativa e Guionismo. Com as suas curtas-metragens “Tana libera tutti” (assunto e guião), “Io parlo!” e “Pizzangrillo” (escritor e realizador) conseguiu a selecção para cerca de 250 festivais de cinema arrecadando mais de 110 prémios e nomeações e uma nomeação no David de Donatello. Agora está a trabalhar no guião da sua primeira longa-metragem.

PIZZANGRILLO (2011)

28 Sex. | Sessão 4

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Cansado da vida Ettore de 65 anos de idade tenta todos os dias ganhar coragem para conduzir-se a si e ao seu carro de três rodas para uma vala no campo. Quando Lucas, o seu neto de 10 anos, descobre as intenções do avô, decide segui-lo secretamente.

RASMUS FORMAN

Dinamarca, Portugal

Rasmus Forman nasceu na Dinamarca em 1973, cresceu no campo onde fez radio local. Na Universidade estudou Filosofia, mas mudou para Multimedia & Ensino. Como professional trabalhou como professor de Visualização no Ensino Superior e em Educação para a Cidadania, e agora no âmbito de E-learning como consultor e designer. Actualmente vive e trabalha em Portugal e Dinamarca, onde está a fazer o curso de Expressive Arts.

sommerhus (2009)

28 Sex. | Sessão 4

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Dinamarca 2009. Nas férias de Verão é tradição a família alugar uma casa perto do mar onde estamos uma semana. Este filme procura captar a pulsação dos diferentes am- bientes e momentos nesta semana: o social e o solitário, as crianças e os adultos, a harmonia e o conflito, a energia e o cansaço, o sol e a chuva.

PEDRO SENA NUNES

Portugal

Pedro Sena Nunes nasceu em Lisboa em 1968. Completou o Curso de Cinema em 1992 na Escola Superior de Teatro e Cinema e estudou em diferentes escolas na Europa. Viajante e três vezes pai, realizador, produtor, fotógrafo, professor e consultor artístico, trabalha actualmente como co-director artístico e produtor da Vo’Arte, onde cria espectáculos e programa diversos festivais multidisciplinares. Colabora com a CiM na criação de novas possibilidades de integração de pessoas com necessidades especiais.

FRAGMENTS BETWEEN TIME AND ANGELS (1997)

28 Sex. | Sessão 4

Auditório Grupo Musical de Miragaia

A água envolve-nos. O tempo é uma secção limitada de existência. O anjo é um mensageiro no tempo. O fragmento é uma pequena porção de qualquer coisa. A água envolve-nos.

GASTÓN SOLNICKI

Argentina

Nascido em Buenos Aires em 1978. Estudou culinária e depois mudou de rumo para continuar os estudos em Nova Iorque no International Center of Photography e na Tisch School of the Arts, onde completou um bacharelato de artes em Cinema. Süden (2008) foi o seu filme seguindo-se Papirosen (2011).

PAPIROSEN (2011)

29 Sáb. | Sessão 6

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Configurando mais de 200 horas de metragem gravada durante mais de uma década num retrato uma vez épico. Ao procurar entre os arquivos da família e incorporando contemplações da sua avó, Pola, uma sobrevivente do Holocausto, Solnicki trabalha com minúcia uma meditação profundamente afectiva sobre o significado de família e o peso da história.

CHRISTINE HÜRZELER

Suíça

Nascida em Soleura em 1967, vive e trabalha em Zurique. Frequentou estudos em geo- grafia, sociologia e etnologia na Universidade de Friburgo e Zurique. A partir de 2001 frequentou diversos cursos de formação cinematográfica, incluindo realização de documentário e estudos fílmicos (FOCAL Berna, Universidade de Artes de Zurique). Desde 2001 colaboração numa variedade de competências de investigação, como directora assistente.

GRANDFATHER NEVER SAW THE SEA (2011)

29 Sáb. | Sessão 7

Auditório Grupo Musical de Miragaia

“Porque me lembro de umas coisas e não de outras?” No seu ensaio cinematográfico “Grandfather never saw the sea” Christine Hürzeler explora a sua história familiar de uma forma poética pouco usual. A cineasta entrelaça gravações familiares, metragem encontrada e imagens recentes numa examinação visual e acústica das suas origens. Além de pessoal, o filme de Hürzeler é surpreendentemente preciso na documentação do ambiente de toda uma era.

AMARANTE ABRAMOVICI

França, Portugal

Formou-se em Cinema em França, tendo regressado a Portugal, país onde cresceu, em 2004. O seu trabalho, à partida orientado para o documentário experimental, tem vindo a tomar caminhos híbridos, privilegiando as colaborações com criadores de outras áre- as. Nos últimos anos tem vindo a colaborar regularmente com o museu de Serralves, e encetou um trabalho de investigação universitária acerca do Cinema Amador e Político em Portugal na década de 70.

DEZEMBRO (2007)

29 Sáb. | Sessão 7

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Filmado e montado no dia 13 de Dezembro de 2007.

BRUNO SIMÕES / PAULO LIMA

Portugal

O músico Bruno Simões e o actor Paulo Lima são dois amigos que partilham uma grande paixão pelo cinema. Os dois realizaram em parceria a curta «Corações, caras não», e também um documentário intimista sobre a banda Depeche Mode, projecto premiado pela Rádio 90 FM. «Tu que lavas no rio» é a sua última curta realizada em 2010. Neste momento preparam a média-metragem “Depois Fazemos Contas”.

TU QUE LAVAS O RIO (2010)

29 Sáb. | Sessão 7

Auditório Grupo Musical de Miragaia

Trata-se dum filme sobre uma família (mãe, filho, avó) que, uma vez por ano, lava roupa no rio Mondego. Partindo do poema “Povo que lavas no rio”, o espectador é confrontado com uma relação quase chaplinesca de conflito e atrito permanente entre os três personagens, principalmente mãe e filho.