pedro m, 1981

andreas fontana

2015 | Suíça | DOC / EXP | 27 '

Madrid. Uma mulher a tentar encontrar um pai que nunca conheceu. Pedro Martin, cameraman espanhol, filmou a tentativa de golpe de Estado, no parlamento, em 23 de fevereiro de 1981. Na sua tentativa de descobrir o segredo do seu pai, a filha do cameraman conhece pessoas que são assombradas por imagens. Às vezes, arquivos históricos podem esconder uma tragédia íntima... O mesmerizar ficcional da realidade.

biografia

Andreas Fontana nasceu em Genebra em 1982. Depois de concluir o mestrado em Literatura Comparada na Universidade de Genebra mudou-se para Buenos Aires, onde trabalhou como assistente de produção. Em 2010 graduou-se com um MA em produção cinematográfica da ECAL em Lausanne e HEAD em Genebra. A sua primeira curta-metragem Cotonov Vanished (2009) ganhou o prémio First Steps prize no Vision du Réel in Nyon in 2010. Ganhou também o prêmio de melhor curta-metragem no Festival dei Popoli em Florença, em 2010. Trabalhou como assistente de produção de Ingrid Wildi, Jean Stéphane Bron e Mathias Staub. Trabalhou como argumentista para Zahra Vargas e Maryam Goormaghtigh. Atualmente vive e trabalha em Genebra.

voltar