h4.jpg

APRESENTAÇÃO

FAMILY FILM PROJECT

Arquivo, Memória e Etnografia 
Festival Internacional de Cinema

O FAMILY FILM PROJECT é um festival de cinema que decorre anualmente no Porto, tendo vindo a aumentar a sua visibilidade e internacionalização desde a primeira edição em 2012.

As sessões da programação competitiva dividem-se tradicionalmente em três zonas temáticas: Vidas e Lugares (com enfoque no registo voyeurístico, biográfico ou documental de habitats e quotidianos), Ligações (centrada nas dinâmicas interpessoais e comunitárias) e Memória e Arquivo (dedicada a olhares criativos a partir de testemunhos e de found footage). Há também uma sessão competitiva autónoma dedicada exclusivamente à ficção e animação.

Além da produção nacional, o festival recebe na sua competição uma seleção de obras de diferentes nacionalidades, de curtas a longas-metragens, do documentário ao género experimental, sempre num registo que se estende da versatilidade íntima dos “filmes caseiros” à paisagem etnográfica.

O programa do festival reserva sempre um espaço de destaque para realizadores e artistas convidados de renome internacional, tais como Jonas Mekas (2012), Péter Forgács (2013), Alina Marazzi (2015), João Canijo (2016), Regina Guimarães (2017), Bill Nichols (2018), Paula Rabinowitz (2018), Daniel Blaufuks (2018), Jaimie Baron (2019), Cláudia Varejão (2019) e Harun Farocki (2020).

Além das sessões de cinema, o Family Film Project organiza vários tipos de eventos culturais paralelos: exposições e instalações (que podem prolongar-se para lá da data do festival), filmes-concerto, performances em locais diversos da cidade (Private Collection), masterclasses, conferências e lançamentos de livros focados na dimensão etnográfica e antropológica.

Com diversas linhas de atuação, o festival coloca-se nas barreiras concetuais entre o cinema e o diálogo com as outras artes e áreas de pensamento.