h4.jpg

APRESENTAÇÃO

FAMILY FILM PROJECT

Arquivo, Memória e Etnografia - Festival Internacional de Cinema

O FAMILY FILM PROJECT é um festival de cinema que decorre anualmente no Porto, tendo vindo a aumentar a sua visibilidade e internacionalização desde a primeira edição em 2012.

Para além da obrigatória presença portuguesa, o festival tem acolhido filmes provenientes de todo o mundo: Alemanha, Argentina, Brasil, Canadá, Egito, Espanha, Holanda, Indonésia, Itália, Israel, Irão, Líbano, México, Polónia, Rússia, Suécia, Taiwan, Venezuela, entre muitas outras nacionalidades.

As sessões da programação competitiva dividem-se tradicionalmente em três zonas temáticas: Vidas e Lugares (com enfoque no registo voyeurístico, biográfico ou documental de habitats e quotidianos), Ligações (centrada nas dinâmicas interpessoais e comunitárias) e Memória e Arquivo (dedicada a olhares criativos a partir de testemunhos e de found footage). Há também uma sessão competitiva autónoma dedicada exclusivamente à ficção e animação.

O programa do festival reserva sempre um espaço de destaque para realizadores e artistas convidados de renome internacional, tais como Jonas Mekas (2012), Péter Forgács (2013), Alina Marazzi (2015), João Canijo (2016), Regina Guimarães (2017), Bill Nichols (2018), Paula Rabinowitz (2018), Daniel Blaufuks (2018), Jaimie Baron (2019), Cláudia Varejão (2019) e Harun Farocki (2020).

Com diversas linhas de atuação, o festival organiza vários tipos de eventos culturais paralelos para além das sessões competitivas: exposições e instalações (que podem prolongar-se para lá da data do festival), filmes-concerto, performances em locais diversos da cidade, master classes, conferências e lançamentos de livros focados na dimensão etnográfica e antropológica.

O festival tem-se expandido pela cidade, em espaços como o Cinema Trindade, Teatro Rivoli, o Passos Manuel, o Coliseu, o auditório Almeida Garrett ou o Teatro Carlos Alberto, mas também galerias de arte, ruas da cidade e bares emblemáticos. Deste modo, o festival contribui também para incrementar, de modo muito particular, a dimensão cultural da cidade e o apelo turístico que lhe está associado.