Memória, substantivo feminino

Luísa Sequeira

2016 | Portugal | EXP | 7 '

Imagens do arquivo pessoal em Super 8 do casamento da minha Mãe mesclam-se com as memórias e objectos pessoais de uma outra mulher, Bárbara Virgínia, a primeira cineasta portuguesa.

biografia

Luísa Sequeira é programadora cultural e realizadora, formada em jornalismo com especialização em realização de documentários. Começou a sua carreira na TVM, em Moçambique, e trabalhou mais de uma década na RTP, coordenando e apresentando vários projetos, entre eles o Fotograma, um magazine com mais de 100 episódios dedicado ao Cinema em língua portuguesa. Desde 2010, faz curadoria Shortcutz Porto. Em 2012, começou a organizar o Super 9 Mobile, o primeiro festival de filmes mobile em Portugal. Em 2011, Luísa realizou “Porto sem Nó”, o vencedor do Festival Internacional de Televisão do Rio de Janeiro. Realizou o documentário Mulheres no Palco para a RTP e corealizou, com o artista Sama, uma série de animação para o Canal Brasil. Os seus projetos incluem os filmes: “Os Cravos e a Rocha”, filme que foi exibido em vários festivais, entre eles: Luso Brasileiro, Indielisboa, Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, NY Portuguese Short Film Festival, Premier Brasil no Festival do Rio e Córtex. Realizou o filme "La Luna", um filme experimental. Este ano realizou a longa-metragem "Quem é Bárbara Virgínia", um documentário sobre a primeira cineasta portuguesa. Atualmente Luísa está a corealizar com o artista Sama o “Nada a Temer”, um documentário sobre a situação política e social do Brasil, e está a produzir um documentário com Ana Luísa Amaral e Luísa Marinho sobre “As Novas Cartas Portuguesas”, considerando a primeira causa feminista internacional.

voltar